"Caiçaras: às Margens do Brasil", a cultura litorânea que sofre frente à modernidade.

Este documentário independente investigativo retrata um pouco da cultura caiçara, que vive principalmente da pesca e da roça, numa tentativa de resgatar e perpetuar essa cultura, sua identidade e seus costumes centenários.

A vida e a cultura da população caiçara que se espalha entre o litoral sul do Rio de Janeiro e a costa do estado de São Paulo são tema do documentário “Caiçaras – Às Margens do Brasil” de Guilherme Rodrigues (Brasil, 2017), identifica e revela os fatores que colocaram e ainda estão colocando em risco as manifestações culturais e tradições caiçaras, como o turismo excessivo, a especulação imobiliária, a grilagem de suas terras e a implantação de parques de conservação em locais habitados tradicionalmente por esse povo.

Aspectos culturais e relativos à memória caiçara são abordados de diferentes modos para realçar o valor documental do projeto. Deste modo, a trilha sonora utilizada é composta por músicas típicas da população local. O trabalho foi gravado entre 2013 e 2015 e conta com entrevistas de caiçaras, líderes comunitários e pesquisadores de diversas universidades de renome nacional e internacional. Também foram gravadas as principais manifestações culturais, eventos e festas típicas caiçaras.

O projeto do filme foi apresentado por Guilherme Rodrigues durante o curso DOC360° (atividade desenvolvida pelo Programa Pedagogia da Imagem do MIS) realizado em 2012 e 2013, no MIS Campinas. Teve como primeira versão um documentário média-metragem de 45 minutos, com o mesmo nome, produzido ao longo do curso, projetado na mostra de encerramento.

Lançado em abril de 2017, este documentário já percorreu diferentes cidades do litoral paulista e fluminense e agora chega ao Paraná, através da MIC "Nossa Terra": Cultura e Alimentação.


FICHA TÉCNICA

Título: Caiçaras – Às Margens do Brasil
Direção: Guilherme Rodrigues
Gênero: Documentário 
Duração: 88 minutos
País: Brasil
Ano: 2017
Idioma: Português
Legendas: Português, inglês e espanhol
Classificação: Livre

EQUIPE

Roteiro, produção, fotografia e som direto: Guilherme Rodrigues
Montagem, edição e finalização: Thomas Knaus
Assistentes de gravação: Fernando Tidre Ferreira, Lucas Borsatto, Juliano Sant’ana
Trilha Sonora composta e executada pelos artistas: Agostinho Gomes, Dito Fernandes e Grupo Congada de Bastões São Benedito, Grupo do Divino Espirito Santo de Ubatuba, Luis Perequê, Julio Mendes e Grupo Cantamar, Grupo Ciranda Caiçara de Paraty.

(Fonte: PMCampinas)

***