"As Horas do Douro", uma viagem pelas origens do Vinho do Porto.


Um documentário que tem como finalidade contar a região, que vive ao ritmo das suas vinhas e dos seus vinhos. O desafio para o projeto partiu de Joana Pontes, depois de António Barreto lhe ter oferecido um livro que tinha escrito sobre o Douro, de onde o sociólogo é natural – os dois já tinham trabalhado juntos na série documental televisiva "Portugal, um Retrato Social".

A rodagem deste filme durou 50 dias, com início na vindima de 2007, prosseguindo ao longo de 2008 e terminando em janeiro de 2009, abrangendo todo o ciclo de produção do vinho. António Barreto e a cineasta Joana Pontes classificam o filme como “um livro de horas”, que retrata a produção e a cultura do vinho na região duriense, ao longo das diferentes estações do ano, com enfoque para as gentes que as protagonizam. Daí o título do filme, "As Horas do Douro", porque foi concebido como os antigos Livros das Horas da Idade Média, que registavam para os reis e princesas as orações e os trabalhos agrícolas da semana e de cada mês, e muitos deles tinham “iluminuras maravilhosas, que davam à vinha um relevo especial”, segundo António Barreto. 

Os Livros de Horas são manuscritos iluminados, comuns na Idade Média. Cada livro contém uma coleção de textos, orações e salmos adequados para determinados horários do dia. São maravilhosamente ilustrados e mostram a vida tal e qual como ela era nessa época. Nos calendários dos Livros de Horas encontramos a enumeração dos trabalhos rurais e os meses em que estes têm lugar. São uma espécie de ordenação da vida criada por Deus.

“As Horas do Douro” é inspirado nesta ideia medieval de inventário e registro anual e dá a ver o modo como o ciclo da vinha e do vinho, veio central do filme, determina a vida das pessoas nesta região.

O que é mostrado no documentário através do reconhecimento minucioso da transformação da paisagem ao longo das estações do ano, é que aquela vinha é obra de homens, que o vinho é uma coisa humana e que assim tem de se mostrar.


FICHA TÉCNICA

Título: As Horas do Douro (2010)
Realização:  Joana Pontes  e  António Barreto
Gênero: Documentário 
Duração 100 minutos
País: Portugal
Ano: 2010
Classificação: 12 anos  

EQUIPE

Argumento: Joana Pontes e António Barreto
Elenco: António dos Santos, Aurélio Barros, Bernardo Marques (II), Dirk Niepoort, Emílio Oliveira, Henrique Vaz, João Nunes, Joaquim Rodrigues, Leonardo Taveira, Luís Roseira, Margarida Esteves, Maria da Luz Gouveia, Maria da Soledade Ferreira, Sophia Bergqvist.
Desenho de Som: João Ganho
Fotografia: João Ribeiro [AIP]
Montagem: Catarina Mourão,  Rui Branquinho  e  Joana Pontes
Produção: Filmes do Tejo II  ·  François d'Artemare  ·  Maria João Mayer
Produtor:  Patricia Faria
Realização: Joana Pontes e António Barreto
Som: Olivier Blanc,  Armanda Carvalho, António Pedro Figueiredo e João Ganho

***