Formando Plateias Para o Futuro.



A Sétima Arte, o cinema, teve importância fundamental na minha formação. De certa maneira moldou boa parte da minha visão de mundo, alimentou sonhos ainda na infância e adolescência, foi minha janela para o mundo exterior e a ponte que me ajudou a me tornar o que sou hoje.

Quando decidi criar uma mostra de cinema, a primeira coisa que pensei foi na importância da formação de plateia. Quando cursava História, vivia organizando e levando amigos, colegas do curso e do trabalho a museus, teatros, espaços de memória, ações culturais, etc. Acreditava e acredito que a arte em suas várias linguagens é fundamental para a formação pessoal e profissional do indivíduo e, mais que isso, é imprescindível para a prática da cidadania.

Como produtora cultural, sempre escuto falar sobre descentralização e democratização da cultura, apesar de saber que na prática pouco tem sido feito.

Basta observarmos o valor cobrado por ingressos subsidiados por recursos públicos – mas isso é outra história e eu não poderia deixar de dar minha contribuição para transformar essa realidade. Escolhi o Cinema para fazer isso.


Para que ações culturais sejam legítimas, há que haver público e não é qualquer público. Não se trata de quantidade e sim qualidade! Por isso a importância de levar iniciativas como a Mostra Internacional de Cinema “Nossa Terra” Cultura e Alimentação para o interior do estado de maneira gratuita. Isto é democratizar a cultura, tornando-a acessível a todos. (leia na íntegra).


(por Meg Mamede para VIDEOCAMP Filmes que Transformam)


***